cafe-com-leite-soluvel-mellita-facil-simples-como-fazer
Curiosidades

Café com Leite Melitta é Bom? Resenha do produto

Quando se fala de um café de tradição é quase impossível não pensar no Melitta.

Ele está presente em praticamente toda residência brasileira.

Mas será que o Melitta é bom mesmo?

É o que vamos descobrir neste texto de hoje.

Mas, antes, vamos conhecer um pouco da marca criada há mais de 100 anos.

O que é a Melitta?

A marca Melitta surgiu há cerca de 113 anos, em 1908, na Alemanha.

A companhia nasceu pelas mãos de Melitta Benz, uma dona de casa.

Na época, dona Melitta vinha recebendo constantes reclamações do seu marido por conta do sabor do café que ela passava.

Diante disso, ela percebeu que o problema estava no coador de pano que utiliza.

Este item deixava um pouco do pó de café passar para a xícara, daí o sabor ruim.

A Sra. Benz resolveu, então, fazer vários furos na parte debaixo de uma caneca de latão e usou uma mata-borrão para cobrir o objeto.

Eis que surge o primeiro filtro de café.

Com a ideia tendo dado super certo, o casal apresentou o projeto em uma feira de amostras, em 1920, em Leipzig. A marca foi patenteada anos depois.

Apesar disso, a Melitta só começou a comercializar café em 1962, onde lançou seu primeiro saco de grãos embalado a vácuo.

Quais são os principais cafés da Melitta?

Atualmente, a companhia trabalha com três principais opções:

  • Café para o dia a dia;
  • Gourmets;
  • Cápsulas.

1 – Café para o dia a dia/ Tradicional

O café tradicional ou para o dia a dia é um grão embalado a vácuo, com intensidade 8 e uma torra do tipo clássica.

A própria marca vê este café como tradicional, sendo assim, ele não conta com características sensoriais ou notas marcantes específicas.

Por outro lado, não deixa de ser um companheiro para te acompanhar a qualquer momento do dia.

2 – Sabor da Fazenda

Podemos dizer que esse café é a junção de dois mundos: um grão com qualidade, mas com um preço mais convidativo.

Essa linha tem café com torra clássico, extra forte e tradicional.

3 – Extra forte

Como o próprio nome já a entender, é um café mais forte, sendo assim, sua intensidade (10) também é mais alta. É embalado a vácuo e conta com uma torra escura.

4 – Linha Gourmet (Regiões Brasileiras)

Aqui, já vemos um café mais trabalhado, com notas sensoriais mais especificas.

Mas não só isso, dentro dessa linha a Melitta valoriza grãos produzidos em território nacional com um plantio mais sustentável que visa preservar o meio ambiente.

Ao todo são três opções:

  • Mogiana;
  • Cerrado;
  • Sul de Minas.

Com todos os três feitos com grãos 100% Arábica.

5 – Cápsulas compatíveis com cafeteiras Nespresso

Por fim, temos as cápsulas, a opção perfeita para quem gosta de praticidade e de café de qualidade, é claro.

Dentro dessa linha temos:

  • Marcato;
  • Ristretto;
  • Staccato;
  • Tenuto;
  • Audacce.

Então, café Melitta é bom?

Com certeza! Para começar, é uma empresa que trabalha com opções para todos os gostos e bolsos e, atualmente, isso é muito importante já que cada consumidor de café tem um gosto específico.

Em questão de tradição então, no mercado há mais de 100 anos, dá para dizer que eles entendem de café, não é mesmo?

Conclusão

É só escolher a sua linha e preparar um delicioso café Melitta, para todos os momentos do seu dia.

Para ver diversos cafés com leite e receitas, clique aqui!