características-agricultura-no-brasil-historico-geograficas-consequencias-de-beber-muito-origem-cultivo-descrição-maleficios
Curiosidades

Características do Café: Variedades e Diferenças

É sabido que o café é uma das bebidas mais consumidas no mundo todo, principalmente no Brasil.

Não é a toa que somos os maiores produtores desse fruto.

Mas será que sabemos tudo sobre essa fruta?

Caso contrário, está na hora de aprender!

O que é o café?

O café é produzido dos grãos, que são sementes do fruto da planta cafeeiro.

Sim, o café é uma fruta.

A árvore que dá origem ao café é originária da Etiópia, mas acabou ganhando o mundo. Pertencente a família Rubiaceae e do gênero coffea, existem várias espécies dentro desse grupo.

Porém, economicamente falando, a espécie mais importante e a mais consumida é a coffea Arábica, que representa 70% da produção mundial.

Quais são as características do café?

As características do café são:

  • Sabor;
  • Sabor residual (aftertaste);
  • Acidez;
  • Corpo;
  • Aroma;
  • Amargor.

1 – Sabor

Talvez a característica mais importante e apreciada por todos: sabor.

Essa característica representa todos os outros pontos da bebida.

O sabor é usado para avaliar o café de forma geral e normalmente é baseado em um padrão de gosto definido.

2 – Sabor residual (aftertaste)

O sabor residual ou aftertaste é aquele gosto que fica na boca após você ingerir o café.

Quando o café é avaliado, os avaliadores levam em consideração por quanto tempo esse sabor permanece na boca.

Mais precisamente o tempo transcorre entre as primeiras sensação aromáticas na garganta até o fim delas.

3 – Acidez

Podemos dizer que a acidez é o sabor seco do café, é ele quem deu a vida à bebida.

Ao contrário do que muitos acreditam, a acidez do café não está ligada totalmente ao pH do grão, mas sim aos ácidos presentes na bebida.

Na verdade essa é, digamos assim, mais uma teoria do que um fato.

A acidez se assemelha a sensação seca, porém ela é experimentada nas laterais e na parte de trás da língua.

E podemos perceber essa acidez muito presente em grãos com torra mais escura, assim como aqueles tem um processamento mais úmido, como os cafés quenianos.

4 – Corpo

Sempre vemos a descrição do corpo do café nas embalagens, mas você sabe como provar essa sensação?

O corpo do café é sentido quando você deixa a bebida descansar na língua e esfrega essa no céu da boca.

O corpo é dividido entre leve, delicado e encorpado e é resultado do teor de óleos  presentes no café.

Café com uma torra entre média e forte são mais encorpados.

5 – Aroma

O aroma que sentimos ao preparar um café nada mais é do que um conjunto complexo de compostos voláteis presentes no grão.

Atualmente, mais de 800 compostos já foram identificados, inclusive alguns de enxofre.

6 – Amargor

E, por fim, temos o amargor.

A característica menos amada, podemos dizer.

O nível de amargor sentindo no grão depende da torra, nível de cafeína, hidrocoloides e vários tipos de ácidos.

Em níveis mais baixos, o amargor pode acentuar a acidez, melhorando o gosto do café.

Uma moagem mais grossa e deixar o café de molho na água por 24 horas também diminui o amargor característico do grão.

Conclusão

Pronto, se te perguntarem quais são as características do café, você saberá todas elas na ponta da língua. Se não souber, pode vir colar aqui no nosso texto.

Referência:

https://www.perfecthomedigest.com/2020/09/09/26-different-types-of-coffee-beans/