tipos-servidos-em-cafeterias-melhor-grao-torrado-café-arabica-expresso-1kg-quantos-cafes-continente-portugal
Curiosidades

Tipos de Grão de Café: Diferenças entre as Espécies

Você já parou para pensar no tipo de grão que está consumindo?

Se é um robusta ou um Arábica, por exemplo?

Essa realmente não é é uma preocupação tão comum, principalmente quem tem o hábito de tomar café comum, aqueles populares vendidos em mercado.

Se você não conhece os tipos de grãos, está no lugar certo. Hoje vou te apresentar alguns deles.

O que é grão de café?

O grão de café nada mais é que o café em seu formato original, digamos assim.

E cada espécie desse fruto tem características e até formatos diferentes, com alguns mais redondos, outros mais ovais e por aí.

Quais são os tipos de grãos de café?

1 – Grão de café robusta

O robusta é um dos grãos de café mais produzidos no mundo e isso tem um motivo muito simples: é porque ele é o fruto que melhor se adapta a diferentes tipos de solo e clima por ser um fruto bem resistente.

Ele costuma ser menosprezado pelos apreciadores de café gourmet por ser um grão com características simples, mas essa realidade vem mudando com o passar dos anos.

Ao provar um café feito com grão robusta você vai se deparar com uma bebida de textura suave, um corpo pesado por conta das suas notas amargas e baixa acidez.

Ele é comumente usado para fazer blends, ou seja, cafés com mais de uma espécie de grão.

Aliás, os cafés solúveis, os mais consumidos nas residências, são feitos com esse grão.

É por isso, inclusive, que estes produtos tem um amargor tão característico.

Mas, como dito, essa realidade vem mudando.

Os produtores estão cada vez mais investindo em um cultivo com maiores cuidados e o resultado é um robusta de qualidade e agradável no paladar.

Ele tem muito mais cafeína que o Arábica.

Qual café robusta experimentar?

Você pode provar o café Monte Castelo, que custa R$23,00.

2 – Café Arábica

O café arábica é, sem dúvida nenhuma, o queridinho entre os amantes de grãos gourmet, e não é a toa.

Ele conta com características únicas.

Mesmo tendo um teor bem menor de cafeína se comparado com o robusta, as suas características aromáticas compensam esse “defeito”.

E quando mais alto ele for cultivo, melhor será a qualidade desse grão.

É um dos grãos mais cultivados no Brasil, porém, não é tão resistente quanto o robusta.

Sendo assim, acaba custando mais caro para o produtor.

As principais espécies de café Arábica são:

  • Novo Mundo;
  • Bourbon;
  • Catuaí;
  • Catucaí;
  • Icatu;
  • Topázio;
  • Acaiá.

Qual café Arábica provar?

Experimente qualquer um da linha aromatizada da Baggio. O saco de 250 gramas custa a partir de R$19,00.

3 – Café Bourbon

O Arábica da origem a outras espécies, como é o caso do Bourbon.

Ele nasceu em uma ilha de nome homônimo, no leste de Madagascar.

Chegou ao Brasil em 1859 e começou a ser amplamente cultivado na região do Cerrado Mineiro, em Minas Gerais.

Assim como seu primo, o ideal é que seu cultivo seja feito em terrenos com mais de 800 metros de altura, o que torna sua produção muito específica e até um pouco complicada.

Porém, esses percalços valem a pena no final das contas.

É um dos grãos de maior qualidade do mundo, seu aroma é bem intenso e tem um sabor complexo na boca, com traços de avelã.

Seu corpo é médio, com uma acidez baixa e tem notas adocicadas de chocolate.

E dento do grupo do Bourbon, ele é dividido em duas subespécies: vermelho e amarelo.

Com o amarelo sendo mais doce e tendo um cultivo mais fácil por ser uma planta mais resistente.

Entretanto, os dois são ótimos grãos.

Deve ser por isso, inclusive, que são os cafés mais cultivados no Brasil.

Qual grão Bourbon provar?

A marca Mantissa trabalha com cafés de grão Bourbon.

Seu preço gira em torno de R$19,90.

4 – Grão Acaiá

O café acaiá é outra variedade advinda do grão Arábica.

Ele nasceu de uma mutação natural do Novo Mundo.

Plantado também a 800 metros de altura, as características concebidas pelo solo brasileiro a essa café são únicas e não são vistas em nenhum outro lugar, até por isso ele é considerado um fruto especial e raro.

A fruta dessa variedade é grande, já a bebida é suave, com corpo equilibrado, acidez mediana e notas frutadas.

Ele é comumente usado para fazer blends, sempre misturado com cafés mais fortes.

Qual Acaiá provar?

Prove o café Acaiá da Aska Coffee.

O custo gira em torno de R$29,00.

5 – Café Geisha

Este é um café originário da Etiópia, mas é amplamente produzido na América Latina, principalmente no Panamá.

Apesar de não ser muito popular por ter um rendimento muito baixo, o Geisha é a estrela em Chiriquí, uma região do Panamá.

Por conta das suas características, ele é amplamente exportado para outros países.

O café feito com esse grão é uma bebida com aromas florais, notas de frutas e super delicado na boca.

No Cup of Excellence de 2018, a variedade recebeu o troféu de melhor café do Brasil, produzido em Minas Gerais.

Qual Geisha devo experimentar?

A Coffee Mais trabalha com grãos Geisha, só não é muito barato.

Um saco de 250 gramas custa R$59,90.

6 – Café Catuaí

O café Catuaí foi criado pelo Instituto Agronômico de Campinas.

É uma espécie de origem 100% brasileira, tanto que 45% dos cafezais no Brasil produzem esse fruto.

Os estudos para a sua criação começaram em 1949, mas ele só foi lançado oficialmente em 1972.

Seu surgimento aconteceu devido a um cruzamento entre o Caturra e o Novo Mundo.

Assim como o Bourbon, é dividido em subespécie amarela e vermelha.

O vermelho tem um amargor mais acentuado e é mais encorpado.

Já o amarelo é delicado e suave no paladar.

Seu cultivo é mais simples e não é a toa, já que ele foi criado justamente com esse objetivo.

As plantas do Catuaí são baixas e mais resistentes. Aquelas que são plantadas a mais de 1000 metros de altura produzem uma bebida de melhor qualidade.

O nome Catuaí é uma homenagem aos índios tupis-guarani e significa muito bom.

Qual Catuaí provar?

Prove o café Mantissa Catuaí, que custa em torno de R$19,90.

7 – Café Kona

Por fim temos o grão Kona, cultivado principalmente no Havaí, em uma cidade de mesmo nome.

A região possui um amplo solo vulcânico, o que confere ao grão características únicas e por isso ele é considerado um dos melhores café do mundo.

O café Kona é uma bebida de sabor aveludado e com notas de frutas.

É também um dos drinks mais caros do mundo.

Qual Kona provar?

O Site do clCafé comercializa grãos de café torrado e moído Kona. O quilo custa R$96,00.

Conclusão

Temos certeza que agora você vai ficar mais atento ao tipo de grão que você consome.

Como deu para perceber, é um detalhe que muda a experiência de tomar uma xícara de café.

Referência:

https://coffeelounge.delonghi.com/it/news/da-dove-provengono-i-chicchi-di-caffe/