tipos-servidos-em-cafeterias-marcas-3-coracoes-melhores-do-mundo-tipos-expresso-nespresso
Curiosidades

Tipos de Café Gourmet: Equilibrado, Forte e Personalizado

Para quem é amante de café, não tem nada melhor do que apreciar uma xícara dessa bebida em qualquer horário do dia.

Melhor ainda se for uma xícara de café gourmet.

Sem querer menosprezar o grão comum, não podemos negar que essa categoria Premium tem características únicas.

O que é o café gourmet?

Podemos dizer que o café gourmet é aquele grão que passa por muito mais cuidados do que o comum, desde o seu plantio até a colheita e sua distribuição.

Além disso, todos os cafés gourmets devem ser produzidos com grãos 100% Arábica, que por si só já conferem ao café características únicas.

E apesar do termo ser usado para agrupar todos os grãos gourmets, existem algumas diferenças entre eles, que vamos te falar a seguir.

Quais são os tipos de café gourmet?

1 – Café equilibrado

Como o próprio nome já dá a entender, esse é um grão gourmet com um equilíbrio perfeito das suas características.

Ele tem um corpo, acidez e aroma que entram em perfeita harmonia com o amargor e a doçura do fruto.

O resultado é um sabor sem igual.

Normalmente é produzido com grãos Catuaí e Bourbon, e suas notas são de frutas secas e caramelo.

2 – Café gourmet forte

Esse é o tipo de grão gourmet para quem gosta de um café mais potente, forte.

A bebida conta com uma sabor encorpado, marcante e que vai durar mais tempo no paladar.

É produzido com o que a de melhor em grãos Arábica. As espécies mais usadas são Bourbon e Acaiá.

Já as notas são de frutas secas.

3 – Café Gourmet personalizado

Além de poder comprar o café gourmet já pronto, você pode criar o seu próprio blend.

Algumas lojas oferecem a possibilidade do cliente fazer sua própria mistura.

Você pode escolher o nível de torra e moagem.

Qual a diferença do café gourmet para o tradicional?

O principal fator para você diferenciar o café gourmet do tradicional está na nota atingida pelo grão, que é definida pela ABIC.

O café tradicional, aquele do dia a dia, deve alcançar uma nota de 4,5 a 6. É só assim que o fruto ganha o certificado de qualidade tradicional.

Ele pode ter até 20% de defeitos no blend, o que significa a presença de café verde, preto, passado, com defeito e ardido, o que acaba prejudicando sabor e aroma da bebida.

Já um gourmet, além de ser feito apenas com Arábica, sua nota deve ser de 7,3 a 10 na escala da ABIC.

E para o café superior?

O café superior, apesar de ter esse nome, é inferior ao gourmet, pois tem uma nota que varia de 6 a 7,3 na escola da ABIC.

Aqui, o nível de defeitos pode ser de, no máximo, 10%, o que inclui grãos defeituosos.

Ele tem uma qualidade maior que o tradicional, porém, não é 100% puro e por isso tem uma diferença no seu sabor.

3 – E qual é diferença do café gourmet para o especial?

Esse é considerado o melhor café que existe.

Não tem nenhum tipo de defeito e sua nota é de 80 a 100 pontos na escala da BSCA.

Além de sabor e aroma indescritíveis, o grão tem que seguir critérios para lá de rigorosos, desde a procedência até o nível de sustentabilidade do plantio.

Conclusão

Apesar de pesar um pouco mais no bolso, depois que experimentar um grão gourmet pela primeira vez temos certeza que você nunca mais vai querer saber dos tradicionais.

Referência:

https://www.cucinagourmet.it/caffe-gourmet-caratteristiche-dellespresso-di-qualita.html